Cinco Elementos

Cinco Elementos da MTC: Madeira, Fogo, Terra, Metal e Água. Leis de Geração, dominância e contra-dominância. Seus sabores, emoções, sons e cores.
Cinco Elementos da MTC
Cinco Elementos da MTC

A teoria dos Cinco Elementos da MTC, os quais compõem a natureza:

têm sua primeira citação no final da dinastia Zhou, entre 480 a.C. e 221 a.C..

Conhecida na China como Wu Xing, a Teoria dos Cinco Elementos agrega simbolicamente características, como: sensações e sentimentos, cores, planetas e preferências alimentares.

Características essas, que nos permitem um rico diagnóstico partir do comportamento, tonicidade da voz, preferência por doces ou salgados, da compleição física, dos odores, da umidade no corpo, da respiração, do pulsar do pulso e do aspecto da língua.

Cinco Elementos na nossa Vida

Na Nossa Vida buscamos equilibrar esses elementos, para conquistarmos bem-estar. Mas como?

Então podemos incluir na nossa alimentação um pouquinho de cada Elemento, por exemplo:

  • algo azedo para tonificar o Fígado, como limão na salada
  • um amargo para fortalecer o Coração, como chocolate ou café sem açúcar e sem adoçante
  • um doce, como uma fruta que tonifica o Baço
  • uma pontinha de pimenta que fortalece o Pulmão
  • uma pitada de sal para o Rim, mas, só uma pitada

Elementos e suas relações

Estes Cinco Elementos estabelecem relações ou Leis entre si, as quais:

  • Geração
  • Dominância
  • Contra-dominância

Entretanto, esta última relação, indica patologias no indivíduo. E avaliar essas relações, nos auxiliam no diagnóstico para tratamento com acupuntura.

Assim, os comportamentos humanos estão associados aos diversos elementos. Portanto, o terapeuta poderá saber qual elemento está mais forte ou fraco, então, poderá tonificá-lo ou sedá-lo, buscando construir o equilíbrio do paciente.

Dessa forma, com um olhar inicial observamos todos os Cinco Elementos.

Mas, por questões didáticas, estuda-se cada um em separado. E com esse conhecimento, desenhamos o mapa energético do paciente.

Cinco Elementos, lei de Geração.

Lei da Geração dos Cinco Elementos

Determina a relação mãe-filho. Elementos em equilíbrio, há saúde.

Entretanto, uma mãe forte, enfraquece o filho. Por exemplo, excesso de Fogo – Coração – sobrecarrega a Terra – Baço – e este não consegue transformar adequadamente os nutrientes.

  • Fogo gera a Terra
  • Terra gera o Metal
  • Metal gera a Água
  • Água gera a Madeira
  • Madeira gera o Fogo

Lei da Dominância na MTC

Cinco Elementos e suas Dominâncias

A Lei da Dominância é caracterizada pelo controle ou super atuação entre os órgãos: que na prática clínica é mais uma ferramenta de diagnóstico.

Ou seja, quando um Elemento está muito forte, então seu neto fica enfraquecido.

Por exemplo, a Madeira é avó da Terra. Então, Madeira (Fígado) e Terra (Estômago) em Equilíbrio resulta em uma boa digestão.

Entretanto, se a Madeira está exarcebada, então pode haver Azia.

Assim, sob a visão da Medicina Ocidental, sabe-se que o Estômago, em condições patológicas, produz excesso de íons H+, baixando o Ph do Estômago e provocando Azia.

Metáforas da Dominância

A seguir, as metáforas da Lei da dominância.

  • Madeira é avó da Terra – que penetra na Terra
  • Terra é avó da Água, que suga a Água
  • Água é avó do Fogo, que é apagado pela Água
  • Fogo é avô do Metal, que é derretido pelo Fogo
  • Metal é avô da Madeira, que é cortada pelo machado (Metal)

Lei da Contra Dominância

A Contra Dominância são relações patológicas entre os Elementos, contudo, a MTC as expressa com Metáforas:

  • Fogo evapora a Água
  • Água deixa a Terra muito úmida
  • Terra dura não deixa a raiz da Madeira entrar
  • Madeira forte não é cortada pelo Metal
  • Metal tão duro que o Fogo não derrete

Na contra dominância, um Elemento inibe a ação de seu avô.

Por exemplo, uma pessoa excessivamente ativa, falante, com forte atividade física e que descansa pouco. Possivelmente é uma pessoa com o Elemento Fogo exarcebado.

Seu avô é a Água. Essa pessoa poderá apresentar: insônia, euforia, muitos pensamentos e secura no corpo, que consomem o Ming Men do Rim.

Cinco Elementos, Sabores e Emoções

Contudo, cabe rearfirmar, que a Teoria dos Cinco Elementos é importante ferramenta de diagnóstico. Pois podemos associar as emoções, os sabores, as cores, etc. aos diversos órgãos do corpo.

Então, a partir de um sentimento dominante relatado pelo cliente, é possível saber qual órgão está em desequilíbrio.

Por exemplo, uma pessoa que chora muito, possivelmente terá uma deficiência de Pulmão, pois este, é associado ao Som do Choro. Sugestão: relaxe com o barulhos das ondas.

Relaxando com o barulhos das ondas.

Cinco Elementos e Sons

Para saber mais, veja o artigo d Dra. Lilian sobre Som da Voz: Grito, Riso, Canto, Choro e Gemido.

  • Fígado – grito
  • Coração – riso
  • Baço – canto
  • Pulmão – choro
  • Rim – gemido
Fructus Ziziphi Jujubae

Cinco Elementos e Sabores

  • Fígado – azedo
  • Coração – amargo
  • Baço – doce – Fructus Ziziphi Jujubae tonifica o Baço.
  • Pulmão – picante
  • Rim – salgado
Cores na MTC

Cinco Elementos e Cores

  • Fígado – verde
  • Coração – vermelho – Hibisco alegra o Coração.
  • Baço – amarelo
  • Pulmão – branco
  • Rim – preto e escuro

Revista Scielo

Assim, tantas informações sobre o indivíduo que permitem um rico diagnóstico. Por isso, a Teoria dos Cinco Elementos desperta a curiosidade e o interesse da comunidade científica.

E como resultado, já ganha espaço em nossa literatura científica, como por exemplo, na Revista Scielo, no artigo Shen: categoria estruturante da racionalidade médica chinesa. Acesso em 03/10/2017.